INDECISÃO E INSEGURANÇA AO SERVIÇO DA PROCRASTINAÇÃO. Não poder decidir a favor de si mesmo no momento em que mais o precisamos.

A CONTRADIÇÃO QUE DIRIGE AS NOSSAS VIDAS:

Sim, mas não. Não, mas sim. O “não” não é um “não” autêntico, o “sim” não é um “sim” real..

 

Sim é Não são as duas palavras mais influentes do nosso destino, são as que determinam a possibilidade de solucionar a maioria dos nossos problemas e limitações que temos dependendo de como, aonde e quando as usamos; são as palavras que podem acabar com a nossa infelicidade se as usásemos com consciência e a tempo, mas não somos capazes de usá-las de forma assertiva por motivos inconscientes que podem ser descobertos e resolvidos..

A primeira coisa é reconhecer essas duas poderosas palavras: sim e não, com todo o respeito que elas merecen, já que são as palavras menos confiáveis que existem na linguagem humana porque são usadas como ferramentas de manipulação.

Dizemos sim para enganar os outros porque sabemos que atrás há um não escondido. Dizemos não para ter um falso poder sobre os outros, quando no fundo queremos dizer sim y negamos-nos, anulamos-nos. Usamos o sim para seduzir e atrapar, mas depois usamos o não para se vingar. Usamos o não para por distância com outros, mas depois usamos o sim para manipular quando queremos ou para escolher a maneira de autopunir-nos por não ter sido sinceros.

Cada decisão que tomamos tem o poder escondido de transformar nossa vida. Por trás de todo sim há um não a algo. Digo sim a fazer o que quero, nesse momento estou dizendo não a autopunição. Digo não a continuar adiando uma decisão, y nesse mesmo momento estou dizendo sim ao respeito por mim. Digo sim àquilo que deveria dizer não e digo não àquilo que quero dizer sim, como se fossemos especialistas em anular-nos y não nos dar a importância devida.

 

DEIXAR PARA AMANHÃ AQUILO QUE POSSO DESFRUTAR HOJE

Afirmar “Não é o momento” ou “eu não mereço isso” é a misma coisa; a felicidade de decidir a favor de mim não é possível porque me condena a sofrer. Quase todas as nossas decisões estam guiadas por um fundo de culpa, por isso as usamos para castigar-nos. Sentir que não estamos preparados é na realidade crer que não somos dignos. A desvalorização está ativa na raiz de quase tudo o que decidimos. A crença que não valemos e que não podemos é a fonte de inspiração de nossas eleições.

Quando tens frente a ti uma verdadeira oportunidade de fazer algo que queres, mas te recusas está operando um impulso inconsciente que vem da necessidade inconsciente de frustração.

Milhares de pessoas nos chamam interessadas e necessitadas em assistir a nossos retiros, e somente o 12% aceita se permitir vir, são os corajosos amantes de si mesmos; mais o 88% tem muitas alegadas razões para dizer NÃO; para indagar nas verdadeiras causas escondidas atrás da negação, descobrimos que quase todos os não que são ditos são falsos quando se trata de dar um paso em direção do reencontro com o amor para si mesmo.  “Si eu digo sim poderiam começar a acontecer coisas que superariam a minha capacidade de desfrutar. Eu receberia aquilo que não acho merecer” Por conseguinte, melhor dizer que NÃO. E afirmar: “Ainda não estou pronto” que é como dizer “Ainda não me considero importante”

Uma pessoa têm diante de si a possibilidade de decidir faze algo que lhe daría muita satisfação, mais todos os pretextos que atentam com a integridade de ser si mesmo justo no momento mágico em que o precisamos. Uma suspeitosa atitude perversa que atenta contra a autoestima.

Quando é que eu vou me permitir? Como é que eu posso fazer o que sinto agora? O que vai me acontecer se eu fizer o impossível para fazer possível algo que me faça sentir bem?  Perguntas que vem dessa parte mais profunda de mim que sabe o que vale e o que pode, que eu defino como POTENCIALIDADE, que quando é reconhecida e atendida e se é consicente dela, ela começa a acordar, como uma semente que inicía a sua germinação em sentido a luz.

Um dado interessante: O 100% desse 12% que aceitaram se permitir, que disseram SIM, tomariam de volta a mesma decisão. Porque quando dizemos sim a favor de nós mesmos surge uma nova valoração, um apreço por nós escutar.

 

O MERECIMENTO FAZ ENLOUQUECER CUALQUER

Amanhã é aonde colocamos tudo o que nós faria feliz agora, e é nessa suposta atitude de sanidade que estamos adiando para sempre a realização do Ser. Nosso Ser começa a se cristalizar quando começamos a decidir sem considerar o fator tempo como uma justificação. Quando não calculamos, mais só conectamos com aquilo que queremos agora, é quando acaba a especulação, e com isso se bloqueia o mecanismo de auto tortura que vem atuando em automático para nós fustigar.

Toda pessoa que assiste a nossos retiros de desenvolvimento pessoal já recebe uma sensação de felicidade cuando aceita vir porque está decidindo a favor de si, a cura de suas feridas ou de suas carencias começa a lhe chegar como uma onda de energia no mesmo momento em que realiza a reserva de seu lugar para participar de algo que a sua alma quer experimentar. Ao chegar cada pessoa aos nossos retiros, já chega imbuida em essa energia de satisfação porque tomou a decisão a favor de si mesma. A decisão de dizer sim é a introdução ao efeito reconciliador que irá experimentar em esses días de pura dedicação a sua felicidade no aquí e agora..

Quando já estamos reunidos todos para começar o retiro surge o momento de compreender que temos dito SÍM, e o temos dito não a algo externo mais a algo interno, a nós mesmos, e con isso temos sido respeituosos com a nossa integridade. Ser coherentes na decisão que já tomamos e que muitas vezes não realizamos esconde um verdadeiro tesouro de poder para fazer uma grande transformação interior.

Os motivos aparentes pelos quais as pessoas vão a retiros de desenvolvimento interior pasam a um segundo plano cuando se compreende que o que vem a curar é o nivel de dúvida a si mesmo que cada um traz. E a DÚVIDA é um resultado da indecisão.

Quando você decide a favor de si e cumpre a decisão, os pensamentos que tens em contra de ti começam a enfraquecer. Já começaste o teu processo de recuperação do que vales e mereces.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top